Pular para o conteúdo principal

Postagens

COMUNICADO IMPORTANTE - Novo SITE: www.casamentosvida.com

Prezados leitor,  seja bem vindo! Agradecemos  a sua chegada até aqui! Queremos comunicar que temos um Site mais atualizado, com informações mais profundas para o relacionamento conjugal. Por favor, acesse: Casamentos & VIDA www.casamentosvida.com 
Postagens recentes

Decisões que definirão o seu casamento.

Construir um relacionamento saudável pode parecer complicado, mas saiba que é perfeitamente possível. As decisões que definirão o seu casamento. Como respondemos a estas questões de decisões, estabeleceremos a direção e a base para  nossa vida de casados. E u e minha esposa, comemoramos o nosso 33   º   aniversário de casamento, não que tudo tenha sido amor sentimental e muito romance.   Certamente tivemos nossa parte de desentendimentos e mágoas.   Recentemente eu li a seguinte pergunta: O   que faz um casamento ter sucesso? Quando pesquisei e estudei essa pergunta, encontrei e anotei algumas das decisões definidoras em nossos relacionamentos.   Então, o que irá impactar a direção de nossa vida de casado, Será, como finalmente respondemos as seguintes questões: Decisões que definirão nosso casamento. Hoje vou escrever duas, ok. Obrigado por me acompanhar e tenho a certeza que vamos aprender muito... Se achar importante esta informação de um ok, comente e

Defensiva "Você Nunca" e "Você Sempre"

A maioria das pessoas se envolvem na escuta defensiva várias vezes ao dia. Ser defensivo é normal, é universal, é natural, e é inato. Todos nós fazemos isso. Sua existência serve para nos proteger. Desde que ser defensivo é uma resposta natural, às vezes é difícil reconhecer quando está ocorrendo. Ocorre mesmo em conversas normais, não carregadas emocionalmente. Se você pode aprender a reconhecê-la em si mesmo e em seu parceiro, você pode optar por responder de forma diferente e ajudar a manter a conversa e evitar uma luta desnecessária. O que é a escuta defensiva? Escuta defensiva é exatamente como parece. Você está ouvindo o seu parceiro defensivamente. Você está ouvindo o que seu parceiro está dizendo através de um filtro defensivo, e tudo o que passa por esse filtro é distorcido e transformado em uma crítica. Neste tipo de estado emocional nossas respostas são tipicamente irritadas, e raiva é muitas vezes encontrada com mais raiva. As coisas têm uma tendênci

“Como foi seu dia, querida?"

Antes de ler este artigo, leia “ Como foi o seu dia querida ”. Continuação: “ Como foi seu dia, querida?" Abaixo está às instruções detalhadas sobre como usar a escuta ativas durante a conversa, reduzir o estresse e construir a intimidade. 1. Revezamento.  Deixe que cada parceiro seja o reclamante por quinze minutos. 2. Mostrar compaixão.  É muito fácil deixar a sua mente vagar, mas, perder a si mesmo vai fazer o seu parceiro se sentir-se como se tivesse perdido contato.  Mantenha-se focado. Faça perguntas para entender o que foi dito. Faça contato com os olhos. 3. Não forneça soluções não solicitadas.  É natural querer corrigir problemas ou fazer nosso amante se sentir melhor quando expressam sua dor.  Muitas vezes, os parceiros querem apenas um ouvido para ouvir e um ombro para chorar.  A menos que seu parceiro peça ajuda, não tente resolver o problema, altere a forma como eles se sentem, ou tente resgatá-los. Basta estar presente. Os

Equilíbrio conjugal e familiar

Equilíbrio  conjugal e familiar A função básica e primordial na família é o suprimento das necessidades básicas de seus membros, alimentação, segurança, conforto, carinho, aceitação, valorização, etc. Nem por isso estamos livres de crises no relacionamento conjugal e familiar, mesmo em famílias funcionais, que conseguem o máximo superar as regras de um bom relacionamento, acontecem atritos, e estes precisam ser trabalhados para um bom funcionamento e crescimento de todo o sistema familiar. Segundo  Celso Franco de Oliveira [1] ,  Num sistema familiar saudável ou funcional seus integrantes se manifestam com clareza e deixam aparecer abertamente o que pensam e o que sentem. Cada um se relaciona com o outro como ser distinto, singular, tratando as diferenças como oportunidades de aprendizagem e não como ameaça. Numa família sadia, as regras são flexíveis, as diferenças individuais respeitadas, os erros e defeitos tolerados, a comunicação e os conflitos são expressos, el